Qual o principal objetivo da gestão de riscos?

Empreender, seja em qualquer ramo, é uma ação incerta e que depende de um conjunto de fatores para se obter sucesso: conhecimento, paciência, maturidade e também uma boa gestão de riscos.

Mesmo que haja um preparo muito grande por parte do empreendedor, os riscos não podem ser descartados e, na maioria das vezes, se tornam reais.

No entanto, desistir quase sempre não é a melhor saída. O que se deve fazer é aprender a lidar com eles e se preparar para qualquer obstáculo que possa surgir nessa jornada. Mas como fazer isso de uma maneira segura e certeira?

O que se deve fazer, nesse caso, é antecipar alguns aspectos negativos que possam surgir em alguns momentos e desde já procurar uma solução. Também é importante manter a organização, tanto do empreendimento em si quanto de si próprio e de sua equipe.

Conheça mais sobre a gestão de riscos a partir de agora e saiba como realizá-la. Você verá que, com tudo sob controle, as chances de ser bem-sucedido são bem maiores.

O que é gestão de riscos?

kjhtre

Gerenciar os riscos não os elimina totalmente em alguns casos, mas ameniza os seus efeitos.

A gestão de riscos é desafiadora, porém necessária, uma vez que empreender não é uma ação exata. O risco, conforme a ISO 9001.2015, é o resultado da falta de certeza nas metas de um negócio, tanto no âmbito positivo quanto no negativo.

O seu gerenciamento, de acordo com a definição da norma ISO 31000, é um conjunto de ações que identificam, conduzem e, principalmente, previnem qualquer risco relacionado às atividades corporativas.

Os efeitos negativos podem ser evitados, tanto os materiais quanto humanos, mas isso não é uma certeza. Mesmo tendo o poder de constatar e reparar alguns erros que possam ser cometidos, trata-se de riscos e não há como se livrar deles totalmente.

A gestão de riscos é imprescindível nas seguintes ocasiões:

  • Elaboração e realização de novos projetos;
  • Após algum evento no qual houve perda de qualquer espécie;
  • Em caso de regulamentos técnicos ou modificação destas.

É um processo que deve ser feito de maneira criteriosa e sistemática. Assim, a empresa pode colher melhores resultados.

Quais os principais objetivos da gestão de riscos?

Além de ser uma importante ferramenta para detectar algum problema que possa vir a acontecer no decorrer de um projeto, é possível também tomar a melhor decisão em cada ação. Isso evita ou, pelo menos, ameniza os danos não só ao projeto em si, mas tudo o que está ligado direta ou indiretamente a ele, como meio ambiente, pessoas e imagem corporativa.

Esse é o principal objetivo da gestão de riscos, que será melhor explicada a seguir.

Melhor tomada de decisões

Você que empreende deve saber que os melhores pareceres são sempre difíceis de serem escolhidos. No entanto, quando isso acontece, os benefícios são multiplicados.

A empresa tem melhor e maior produtividade, os relacionamentos interpessoais são potencializados e o planejamento é realizado de maneira mais lúcida e certeira.

Através deste objetivo, é possível pôr em prática todos os outros, que você conhecerá nos próximos tópicos.

Identificação de problemas

Não é apenas em relação a um projeto que está sendo posto em prática. Todas as áreas da empresa podem ser beneficiadas com uma gestão de riscos eficiente. Isso porque alguns deles afetam mais de um setor – e, se algo negativo acontece, tudo será prejudicado.

Identificar e administrar os impactos gera respostas mais eficientes e, consequentemente, a gestão corporativa é otimizada.

Geração de oportunidades

Uma correta gestão de riscos pode também ser sinônimo de muitas oportunidades para a empresa. Mas, para que isso seja feito de forma plena, é importante considerar tudo o que acontece na empresa, em todos os departamentos. Você pode identificar ações que podem ser realizadas e que certamente geram ótimos resultados.

E não é apenas isso. Quando uma chance de bom negócio é identificada com antecedência, as ações são feitas de forma proativa, nunca em resposta a algo. A importância disso é enorme, pois, ao estar na dianteira, a empresa se posiciona no mercado e, em vez de seguir seus concorrentes, é seguida. Significa estar na vanguarda o tempo todo.

Melhor uso do capital

Quanto mais informações se tem de um determinado risco com antecedência, mais se pode utilizar os recursos financeiros da empresa de forma consciente.

A gestão de riscos possibilita que o uso de uma determinada quantia em dinheiro seja estudado previamente e alocado de forma correta, diminuindo as chances de prejuízos e perdas em geral.

Quais as etapas essenciais para uma gestão de riscos eficiente?

Como qualquer outra atividade, apenas a sua realização não é suficiente para que os impactos positivos sejam observados. É necessário fazê-la de maneira correta e eficaz. Quando se está lidando com riscos, a situação não é diferente.

Várias ações podem ser consideradas partes de todo esse processo, dependendo do ramo de atuação da empresa, do projeto e seus objetivos. Mas, de uma forma geral, algumas delas são essenciais para uma boa gestão de riscos. Elas também estão incluídas em regulamentos como o ISO 31000. Saiba quais são a seguir.

Identificação

iutrew

Identificar cada problema é o primeiro passo para uma gestão de riscos eficiente.

Esse é o primeiro passo. Descobrir quais são os riscos que podem afetar o andamento de um projeto é importante, mas, para que a ação seja realmente completa, todos eles precisam ser definidos com detalhes.

Diversas técnicas podem ser adotadas nessa fase inicial do processo, como:

  • Opiniões de especialistas – muitas vezes, até mesmo sua equipe pode ajudar, desde que esteja por dentro da área na qual o projeto está inserido. Buscar opiniões de terceiros, tendo ou não pessoas que possam ajudar na própria corporação, também pode ser uma saída bastante válida.
  • Revisão de documentos – alguns papéis podem mostrar eventuais problemas e também oportunidades. Neste caso, a avaliação deve ser feita de maneira criteriosa.
  • Checklist – levantar possíveis ações mantém o foco da equipe e economiza tempo na identificação de riscos.
  • Coleta de informações – os recursos são os mais variados, como entrevistas pessoais, questionários, reuniões ou brainstorming.

Avaliação

Uma vez identificados todos os riscos, o momento é de analisá-los um a um. É preciso principalmente verificar seus impactos, bem como a chance de eles se confirmarem.

Nessa fase da gestão de riscos, o essencial é verificar os seguintes aspectos:

  • O que um determinado risco pode causar e as razões para tal;
  • Quais as consequências de tudo o que possa acontecer;
  • As chances de isso se concretizar em um futuro próximo ou mais distante;
  • O que pode ser feito para amenizar ou até mesmo eliminar o risco e seus efeitos;
  • Se há um nível de tolerância para esse risco, caso seja impossível evitá-lo.

Estudo

Após a avaliação, cada risco precisa ser minuciosamente abordado e priorizado. Em alguns casos, é possível combatê-lo antes mesmo de qualquer sinal de sua aparição. Mas nem sempre isso é possível.

Nessas situações, é preciso fazer um plano de ação para que seus efeitos sejam minimizados. Antes disso, porém, cada risco deve ser analisado. Através disso, pode-se também prevenir ou transferi-lo de alguma forma.

Monitoramento

okmn

O monitoramento deve ser constante e bem feito, para que todo o processo seja bem-sucedido.

Nessa fase, é possível acompanhar o plano de ação elaborado e estudado anteriormente. Assim, pode-se avaliar o que está de acordo com o planejado ou verificar se houve algum imprevisto. Isso se estende até o final do projeto.

Esse trabalho também viabiliza a identificação de riscos novos, que não puderam ou deixaram de ser visualizados nas etapas anteriores. Além disso, algumas alternativas podem ser realizadas em caso de qualquer evento novo, como correção ou implementação de ideias.

Evidentemente, essas novas ações também são monitoradas e avaliadas sempre.

Conclusão

Após todas essas etapas da gestão de riscos, é importante avaliar se tudo o que foi planejado no início foi feito de acordo com o esperado. É importante avaliar todo o trabalho, pois é possível traçar medidas semelhantes para os próximos projetos.

A verificação passa por listar o que deu certo, o que superou expectativas, algo que não teve um bom retorno e que possa ser melhorado no futuro. É imprescindível também dar um feedback para todos os que colaboraram ao longo de todo o processo.

Esse, inclusive, é o tema do próximo tópico, que não é exatamente algo para ser feito antes ou depois de alguma etapa, mas deve estar presente em todas elas.

Comunicação

uhb

É importante que toda equipe saiba qual é o seu papel no desenvolvimento de um projeto.

Além do retorno, a equipe deve sempre trocar ideias em todas as etapas, verificando o que é realmente importante dar continuidade ou o que pode ser abortado ao longo do processo.

As informações sobre tarefas devem ser claras e precisas, pois cada membro da equipe deve ter em mente o que deve ser feito, sem quaisquer chances para dúvidas.

O Sirius App pode ajudá-lo nessa e em todas as outras etapas da gestão de riscos. Entre em contato e saiba mais sobre essa poderosa ferramenta, que otimiza o trabalho de empresas de todos os segmentos e tamanhos.

Se você gostou deste conteúdo, pode ter muito mais informações sobre gestão empresarial ao ler outros textos deste blog. Com informações bastante relevantes, são artigos pensados especialmente para gestores e gerentes de companhias.

Esse conteúdo é atualizado sempre e segue as tendências do setor. Visite o site sempre para ficar por dentro das novidades.

Caso haja alguma dúvida sobre qualquer tópico referente à gestão de riscos ou também sobre o SIriusApp, não deixe de comentar ou entrar em contato de alguma forma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s